Vishnu


Vishnu é o conservador, aquele que mantém a ordem cósmica, para que o Universo se mantenha íntegro. Vishnu flutua no oceano cósmico dormindo sobre a serpente Ananta. Enquanto ele dorme, sonha com o mundo em que vivemos. O sonho de Vishnu é o nosso “mundo real”.

Em torno do dedo indicador de Vishnu, gira o disco solar, pois ele é o centro do Universo. Numa das mãos ele segura a concha que é usada para anunciar algo novo, para chamar a atenção das pessoas e também, para ajudar a voltar a atenção para dentro.

Garuda, a águia solar, é a montaria de Vishnu. Representa a luz da consciência e se opõe à Ananta, a serpente, símbolo da dinâmica do inconsciente. Para que um deus seja completo, precisa integrar essas duas forças: consciente e inconsciente.

Os Avatares de Vishnu

A palavra “avatar” significa “aquele que desce” . Sempre que a ordem cósmica é perturbada ou que a humanidade perde seu rumo, Vishnu reencarna como um avatar para restabelecer a justiça e o bem. Existem dez avatares:

  1. Matsya: o peixe que salva Manu, o patriarca da humanidade, do grande dilúvio.
  2. Kurma: a tartaruga usada para bater o oceano de leite e produzir o amrita (néctar da imortalidade).
  3. Varaha: o Javali que resgata a Terra que havia sido engolida pelo oceano.
  4. Narasimha: o homem-leão que matou o demônio Hiranyakasipu, que não poderia ser morto nem por homem nem por fera, nem de dia nem de noite, nem dentro nem fora de sua casa.
  5. Vamana: o anão que venceu Bali, neto de Hiranyakasipu, que havia se apoderado dos três mundos e banido os deuses do céu.
  6. Parashurama: Rama com o machado. Filho de um sacerdote, que mata o Rei que roubou a vaca mágica de seu pai.
  7. Rama: o protagonista do Ramáyana que, para salvar sua esposa, mata o demônio que assolava o reino de Lanka.
  8. Krishna: o negro, matou o rei Kamsa e a rainha-cobra Kaliya.
  9. Buddha: veio para acabar com a arrogância dos sacerdotes (brahmanes) e instituiu o Budismo.
  10. Kalki: o guerreiro montado num cavalo branco, que virá no final da nossa era para restaurar o dharma (ordem) e livrar a humanidade da ignorância.

Copyright © 2014 - Aruna Yoga - Rua Eça de Queiroz, 711 - Paraíso - São Paulo - Tel: (11) 5579 5975