Filhos, Filhos para que tê-los...


Se os temos, é preciso compreendê-los. Um dos grandes erros que os pais cometem é achar que a experiência que ganharam com o primeiro filho pode ser transferida para o segundo. Ledo engano. Assim como os seres humanos crescidos, as crianças são diferentes entre si. O que funciona com um pode não funcionar com o outro, o que um gosta pode não agradar ao outro. Apesar de pequenos, eles têm sua intrínseca maneira de ser e respeitar a individualidade deles é fundamental para ganhar sua confiança e amizade. O Sistema Ayurvêdico de Saúde oferece-nos dicas preciosas para compreendermos e lidarmos com as crianças.

As crianças de vata (ar & éter) são alegres, entusiastas e relacionam-se com facilidade. Nas refeições, comem como um passarinho, embora sejam muito ativas fisicamente. O toque produz milagres, pois atenua a natureza inquieta e excitável dos pequenos vatas. Você pode fazer uma massagem relaxante, misturando algumas gotas de essência de lavanda ao óleo de gergelim. A regularidade no dia-a-dia é importante para eles. As refeições devem ser sempre no mesmo horário e é preciso respeitar a hora de dormir. A irregularidade traz à tona a hiper-excitabilidade, a agitação e a variação de humor, que sinalizam um desequilíbrio dos elementos ar e éter. Eles necessitam de muito repouso (dormir após o almoço é uma bênção para eles e para os pais) e não se deve permitir que fujam das refeições ou que comam quando envolvidos em outras atividades - brincando ou vendo TV, por exemplo. Refeições aquecidas e nutritivas, três vezes ao dia (como cereais com leite morno pela manhã), auxiliam a manter o tipo vata em equilíbrio. Por serem muito sensíveis e imaginativos, costumam dizer que estavam brincando com amiguinhos invisíveis ou que havia um animalzinho no jardim. O melhor é não desmenti-los, pois deixarão de acreditar na sua sensibilidade. Dê continuidade à brincadeira sem mostrar muito espanto. Aja de forma natural. Temos observado que as crianças estão vindo com o dom da visão bem desenvolvido, principalmente as de Vata.

O tipo pitta (fogo & água) é dono de uma curiosidade incessante e de uma mente constantemente ativa. Irritam-se e impacientam-se com facilidade, especialmente se não recebem a atenção dos pais no momento em que necessitam dela. As crianças de pitta tendem a se ressentir em famílias onde os pais não têm tempo ou energia suficiente para dar a atenção que elas requerem, pois seu intelecto aguçado exige estimulação constante. Elas são muito criativas e serão bem-sucedidas no futuro, se receberem estímulo e apoio dos pais e professores. Sua natureza reativa faz com que entrem em brigas constantes e os pequenos pittas são muito sensíveis aos programas de TV violentos. Evite prometer-lhes algo que não possa ou não pretenda cumprir, pois eles jamais esquecerão. Seja honesto e lógico, pois a mente afiada dos Pittas não suporta a falsidade e os antagonismos do mundo dos adultos. Evite confrontar-se com eles. Explique de maneira clara porque você não pode atender ao pedido dele. Palavras de afeto, amor e firmeza irão funcionar mais do que frases duras. As primeiras tendem a balancear o temperamento explosivo dos pittas, acalmando-os, enquanto as últimas incitam seu desejo de reagir violentamente. Caminhadas e atividades ao ar livre são muito benéficas para eles, mas cuide para não expô-los muito ao sol, pois sua pele clara queima com facilidade. Dissolver uma colher de água-de-rosas na água do banho ajuda a refrescar e a acalmá-los.

As crianças de kapha (terra & água) são doces, carinhosas e maleáveis. Porém, quando se irritam, são muito mais difíceis de acalmar do que seus companheiros vata e pitta. Geralmente, são auto-suficientes e, num grupo de vatas e pittas que demandam muita atenção, os kaphas ficam em segundo plano. Em função de sua natureza paciente, eles podem tolerar a falta de atenção dos pais mais do que os outros tipos, mas isso não significa que não necessitem dela. As crianças de kapha aprendem, lentamente, apesar de serem inteligentes como os outros. No entanto, sua capacidade de reter aquilo que aprendem é muito grande. Quando submetidos a uma abordagem pedagógica que leve em consideração sua maneira própria de aprender, desenvolvem-se largamente. É importante que sua segurança interior não seja minada pelo medo de falhar, particularmente, numa escola onde os professores exijam um ritmo diferente daquele que os kaphas podem seguir. É importante que o convívio com os outros seja estimulado nos Kaphas. Como tendem a ser mais tímidos, é importante trazê-los para o grupo e ajudá-los a se familiarizarem com as pessoas que acabaram de conhecer. Atividades físicas são fundamentais para os pequenos Kaphas. Eles se sentirão mais dinâmicos. No inverno, é bom mantê-los bem aquecidos e evitar que se molhem. Ferva folhas de eucalipto ou use a essência num aromatizador para auxiliar a eliminar o muco e desobstruir as vias respiratórias.

Lembre-se de que todas as crianças precisam de amor e atenção independente de seu tipo. Para oferecer-lhes isso, você precisa estar feliz e em equilíbrio com sua própria natureza.

Copyright © 2014 - Aruna Yoga - Rua Eça de Queiroz, 711 - Paraíso - São Paulo - Tel: (11) 5579 5975